Reconhecimentos

  • KAETÉ: em 2016, a TOBASA foi reconhecida e selecionada pela KAETÉ Investimentos, administradora do Fundo “Empresas Sustentáveis na Amazônia” do BNDES, como um projeto industrial de grande impacto social e ambiental na Região Amazônica

  • TEEB: em 2015, a TOBASA foi reconhecida pelo TEEB Brasil (Projeto “The Economics of Ecosystem and Biodiversity” no Brasil) como "Importante Ator na Economia da Biodiversidade no Brasil", que é um projeto patrocinado pelo Ministério do Meio Ambiente do Brasil, a CNI (Confederação Nacional da Indústria) e a GIZ (Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit)

1/7
  • ONU: em 2014, a TOBASA foi escolhida no Brasil entre os 5 principais "cases" de "Uso Responsável e Sustentável da Biodiversidade Brasileira" pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e Agência Alemã de Cooperação Internacional (GIZ), que convidaram a Empresa para participar de um documentário filmado, o qual foi divulgado na “Convenção sobre a Diversidade Biológica da Organização das Nações Unidas (ONU)” – considerada a mais importante convenção internacional e mundial relacionada ao meio ambiente – em outubro, na Coreia do Sul

  • SEBRAE: em 2014, a TOBASA recebeu distinção pelas suas atividades empresariais ao ser selecionada para a publicação (de maio) no Guia “Sustentabilidade para o Desenvolvimento Territorial e Fomento à Criação de Negócios Inovadores e Sustentáveis” 

  • REDE GLOBO: em 2014, a TOBASA foi selecionada, no Programa “Bom Dia Tocantins”, para representar o estado do Tocantins (dos 9 estados que compõem a Amazônia Legal) na série intitulada “Reportagem Norte Integrado de Bioindústrias”

 

  • INPI: em 2008, a TOBASA obteve – pelo reconhecimento de sua inventividade tecnológica – o registro de sua principal patente industrial: “Equipamento e Processo para o Aproveitamento Integral do Endocarpo de Babaçu”

 

  • FIETO/CNI: em 2002, a TOBASA foi condecorada com a Medalha da "Ordem do Mérito Industrial”, pelos "Relevantes Serviços Prestados à Indústria Tocantinense"

 

  • FUNBIO: em 2001, a TOBASA foi classificada em concurso – onde participaram mais de 1.300 projetos universitários, institucionais e empresariais – dentre os 10 melhores projetos de “Aproveitamento Sustentável da Biodiversidade Brasileira”

 

  • GENTE DE CLASSE: em 2003 e 2005, a TOBASA foi certificada pela revista como “Empresa de Sucesso”, participando dentre as 20 maiores empresas arrecadadoras de ICMS do estado do Tocantins

  • ACITO: em 2003 e 2004, a TOBASA foi destaque como a "Maior Indústria do Município", sendo homenageada com os Troféus “Mérito Industrial de Tocantinópolis”

  • SEFAZ/TO: em 1996, 1997, 1998, 1999 e 2000, a TOBASA classificou-se dentre as 100 maiores empresas contribuintes de ICMS do estado do Tocantins

  • GAZETA MERCANTIL: em 2000, a TOBASA  foi classificada como a 10ª maior empresa do estado do Tocantins

 

  • REVISTA VISÃO: em 1978,  a TOBASA foi contemplada,  no “Quem é Quem na Economia Nacional”,  com o Título de “As Maiores Empresas do Brasil”

Premiações

  • SENAI/FIETO/Inovação Tecnológica > em 2009, a TOBASA conquistou a aprovação do 1º Projeto Tecnológico do Estado do Tocantins no Senai Nacional, com o tema: “COGERAÇÃO DE ENERGIA TÉRMICA NO PROCESSO DE  CARBOATIVAÇÃO DO ENDOCARPO DO COCO DE BABAÇU”  

  • SENAI/FIETO/Inovação Tecnológica > em 2011, a TOBASA conquistou a aprovação do 2º Projeto Tecnológico do Estado do Tocantins no Senai Nacional, com o tema: “FABRICAÇÃO DE CARVÃO ATIVADO DE ALTA PERFORMANCE – POR PROCESSO TERMODINÂMICO INOVADOR – A PARTIR DO ENDOCARPO DO COCO DE BABAÇU"

 

Certificações

  • SISTEMA B: Sustentabilidade

  • NBR: Sistemas descloradores

  • NSF: Qualidade de carvão ativado internacional

Publicações

TESES CIENTÍFICAS:

 

  • no ano 2000, a TOBASA participou, em parceria com a COPPE/UFRJ, com sua planta de álcool de babaçu, da tese de doutorado “Amido de Coco de Babaçu: Uma Fonte Alternativa para a Produção de Etanol”;

  • no ano 2012, a TOBASA participou, em parceria com o PGDR/UFT, da dissertação de mestrado “Arranjos Produtivos do Coco de Babaçu e Qualidade de Vida na Região do Bico do Papagaio – TO”.

ARTIGOS CIENTÍFICOS:

 

  • BARUQUE FILHO, E. A.; BARUQUE, M. G. A.; FREIRE, D. M. G. ; SANT'ANNA JUNIOR, G. L. Ethanol from babassu coconut starch: technical and economical aspects. Applied Biochemistry and Biotechnology, USA, v. 70, p. 877-886, 1998. 

  • BARUQUE FILHO, E. A.; BARUQUE, M. G. A.; SANT'ANNA JUNIOR, G. L. Babassu coconut liquefaction: an industrial scale approach to improve conversion yield. Bioresource Technology, v. 75, p. 49-55, 2000.

  • BARUQUE FILHO, E. A.; BARUQUE, M. G. A.; SANT'ANNA JUNIOR, G.L. Determination of the enzyme reaction rate in a differential fixed-bed reactor: a case study. Brazilian Journal of Chemical Engineering (Impresso), São Paulo, v. 18, n.01, p. 1-11, 2001.

  • CASTILHO, L. R ; POLATO, C. M. S. ; BARUQUE FILHO, E. A.; SANT'ANNA JUNIOR, G. L.; FREIRE, Denise Maria Guimarães. Economic analysis of lipase production by Penicillium restrictum in solid-state and submerged fermentations. Biochemical Engineering Journal, England, v. 43, n.3, p. 239-247, 2000.

  • NEVES, Lucélia; RODRIGUES, Waldecy; SILVA ROCHA, M. A. AVALIAÇÃO DO PROCESSO DE IMPLEMENTAÇÃO DO PLANO NACIONAL DA SOCIOBIODIVERSIDADE NA MESORREGIÃO DO BICO DO PAPAGAIO. In: IX Encontro Nacional da ECOECO, 2011, Brasília, p. 9-161.

  • NEVES, Lucélia; RODRIGUES, Waldecy; SILVA ROCHA, M. A. Políticas de Desenvolvimento e Sustentabilidade para as Comunidades Agroextrativistas da Amazônia Legal. In: I Seminário de Desenvolvimento Regional, Estado e Sociedade, 2012, Rio de Janeiro. I Seminário de Desenvolvimento Regional, Estado e Sociedade. Rio de Janeiro: SEDRES, 2012.

  • NEVES, Lucélia; BARUQUE FILHO, Edmond. Políticas de Incentivo ao Consumo de Produtos da Sociobiodiversidade da Amazônia Legal. In: VI Encontro Nacional de Estudos do Consumo; II Encontro Brasileiro de Estudos do Consumo, 2012, Rio de Janeiro. VI Encontro Nacional de Estudos do Consumo; II Encontro Brasileiro de Estudos do Consumo, 2012.

  • PIZZIO, A.; Lucélia Neves dos Santos. Princípio de paridade participativa, reconhecimento e desigualdade social em Território Rural no Bico do Papagaio (TO). Novos Cadernos NAEA, v. 16, p. 261-280, 2013.

  • SANTOS, L.; Waldecy Rodrigues. Avaliação do processo de implementação do Plano Nacional da Sociobiodiversidade na Mesorregião do Bico do Papagaio. Revista Brasileira de Desenvolvimento Regional, v. 3, p. 093-110, 2016.